segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Enquanto penso, tanto entendo que é mais fácil não pensar .

Estava assistindo Globo Repórter, uma matéria sobre o amor. E cada vez mais me certifico que somos todos hipócritas.
 Garotas não demonstram. Acho que por medo de se expor, de parecerem atiradas, ou até mesmo por vergonha.
 Garotos não falam. Medo de levar um fora, de parecer ridículo, de não ser correspondido, sei lá. 
 Reclamamos de tudo e julgamos todos, mas ninguém gosta de ser julgado.
 Homens e mulheres são difíceis, cada um com seu jeito. Não adianta discutir.
Quem é que tem coragem de gritar ao mundo que ama determinada pessoa? Poucos tem essa coragem. Ou é só em filmes que isso acontece?
 Todos tem medo do ridículo, todos tem medo do julgamento.
Criticamos tanto pessoas falsas, mas quem é que nunca fingiu que gostou de um presente horrível? Quem é que nunca foi simpático com uma pessoa só para manter o social?
Pode deixar que eu mesma respondo. Ninguém!
Já mentimos sim, e mentimos sempre. Mesmo que seja por um motivo bom. É assim que o mundo funciona. A maioria das vezes quem fala o que pensa é louco, ridículo ou mal educado. O que eu acho mais feio ainda, é falarmos algo que não pensamos. É fingir que gostamos de algo, só para se sentir "do grupo".
No fundo somos todos hipócritas loucos. Todos somos bregas por dentro. Gostamos de alguma coisa, mas só expomos nossa opinião quando dizem que é legal, que está na moda. 
As pessoas que mais julgam, são as pessoas que mais merecem julgamento...
Então seja idiota! Fale o que você pensa com uma dose de humor. Sorria e, ame mesmo. Sem medo de se expor ao ridículo. O máximo que as pessoas podem fazer é te julgar pelo que ELAS acham certo. 
Um dia a vida passa, as pessoas passam, o amor passa, e você não poderá fazer tudo o que sonhou mais.
Seja feliz, e descubra o bem que viver a vida faz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário