domingo, 7 de março de 2010

E um dia você cresce,

 E percebe que nada é perfeito nesse mundo.
 Quanto mais as lágrimas caem, mais emoções tomam conta de mim. 
 É tanta hipocrisia que não se sabe mais em qual mundo se vive. Não podendo contar nem com nossa própria família.
 Me disseram uma vez que, inteligência é muito importante, mas as vezes o que conta mesmo é o caráter. 
 Sobre minha inteligência eu tenho lá minhas dúvidas, pois sou insegura como qualquer um. Mas aprendi que, tenho inteligência o suficiente para saber o que é certo e errado.  E que ninguém discuta o meu caráter! Pois todos falam que sou mal educada, grossa, egoísta e mau humorada, mas pelo menos eu guardo esse lado "obscuro" para mim, não fico me atacando com ninguém como se fosse uma selvagem! Vivem falando de classe, isso é ter classe por acaso? 
 Erro, posso até errar. Mas admito minhas falhas e tento consertá-las. Mesmo ninguém acreditando em mim. 
 Não julgo ninguém sem olhar para o meu próprio nariz.
 Essa, é a pior hipocrisia que poderia existir.
 Não sou rebelde, sou justa!
 Nunca experimentei. Mas ser ruim, não deve ser tão difícil assim.
 - Eu até tentei ajudar, mesmo me sentindo impotente. Gritei à Deus. Mas acho que ele estava ocupado naquela hora. Acho que tinha outra pessoa, precisando mais do que eu... Mas o que adiantaria? Imaginei um policial alto e bem forte chegando para poder cuidar dos monstros. Até um bombeiro. Ou até mesmo, uma luzinha branca na janela, trazendo paz e tranquilidade. Deus pode ser de várias formas. Mas nada disso aconteceu.
 E eu fiquei ali, no canto vendo tudo. Me sentindo a coisa mais inútil que poderia existir sem reação. Me igualei a pó. Que existindo ou não, fazem a mínima diferença. 
 A pior coisa, é se sentir  fraca. Sabendo que não é.
 Vendo toda a base que você tinha, indo embora com as fortes rajadas de vento.

2 comentários: