segunda-feira, 28 de junho de 2010

Intruso

 Sentimento estranho e ridículo que está dentro de mim. Seria hipocrisia ou apenas uma coisa sem razão? Odeio acordar e perceber que você ainda não foi embora. Te olhar sem parar e não conseguir negar um sorriso.  Odeio esse seu sorriso bobo e a sua forma de ver as coisas. Odeio as músicas que você ouve e a forma como você fala. 
 Odeio você, porque se você não existisse eu não me sentiria assim. Odeio saber que sou fraca e não consigo controlar meu orgãos. Meu coração bate muito forte e eu não consigo te ouvir! Minha respiração acelera e eu não consigo esconder. Será que pra eu conseguir disso me livrar, eu vou ter que ficar longe de você? 
  Por enquanto é a melhor opção, até eu conseguir meu auto-controle. Os botões da televisão estão quebrados e o controle eu esqueci em algum lugar. Vou ter que me programar, até meu canal conseguir mudar. E a única coisa que passará na minha mente, não será mais você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário