domingo, 8 de agosto de 2010

✧ Feiticeiros

 O que há de errado comigo? O que foi que eu fiz? Será que eu tenho algum problema genético que afasta as pessoas? Por que toda vez que eu me sinto bem com alguém, essa pessoa me deixa quando eu mais preciso dela?
 O ser humano é um bicho do qual não deveriamos amar, o problema é que eles tem o dom de nos seduzir com sua forma de falar. Um canto para os nossos ouvidos que nos puxam e nos infeitiçam. Gestos que nos deixam tontos e irracionais.
 Nos atraem oferecendo amizade e quando menos esperamos, nos deixam em um mar fundo e perverso de emoções.
 Bichos traiçoeiros que até podem nos enganar, mas que as vezes nos deixamos ser enganados para nos sentir melhor e seguros em seus braços, fugindo da tristeza.
 Sua melodia é o som de seu sorriso,  seu gesto mais intenso é o abraço apertado.
 Cada um com sua forma de viver e pensar, nos ensinam maravilhas com o poder de sonhar.
 Pouco tempo, sentimento instável. Mas o bastante para fazer nossas lágrimas derramarem e transbordarmos sentimentos.
 Lições de vida, pequenas histórias. Corações bons, ou não.
 O nosso problema, é que todos somos simplismente humanos e nos deixamos levar por emoções. Nosso mestre é o coração e não o cérebro, cujo qual devereria ser. E somos tontos ao pensar, que jamais sentiremos nada por algo ou alguém.
 Porque o ser humano pode ser um bicho muito ignorante, mas ele sabe cativar. E quando menos esperamos, já amamos ele de alguma forma. O resultado do seu feitiço sobre nós, nos deixando incapacitados de esquece-los.

Nenhum comentário:

Postar um comentário