quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Chegou ao estágio de ibernação ~

 Não pelo prazer, nem pela necessidade, mas para fugir dos meus medos e incertezas. Quando fico assim, perdida e sem direção, sem saber quem está comigo ou sem saber como são os que estão comigo, sem saber onde piso e quem estará do meu lado para me ajudar, eu durmo. A coisa mais fácil e eficaz para fugir de qualquer problema.
 Antes os livros eram suficientes para me distrair, as histórias e os contos de fada já eram suficientes para me distanciar da realidade e me levar para um lugar qualquer, sem problema algum. Os problemas de antes eram mais fáceis de resolver, geralmente eram sempre os mesmos, então não tinha muita coisa para se fazer.
 Agora os problemas são mais complicados, pode-se até dividir em categorias, alguns tão complicados que chegam a não ter solução, então os livros já não são suficientes para dispersar minha atenção e me fazer sentir melhor, pois quanto mais penso e tento resolver a minha vida chamada problema ou o meu problema chamado vida, não sei, percebo que é mais fácil não pensar.
 No ato de fechar os olhos e sonhar, deixo a minha mente à deriva e não preciso me conformar que poderia ser pior. No entanto, ainda não descobri nada que possa substituir o conforto, o abraço e o colo de um amigo.
 Quando eu encontrar, o que eu acho praticamente impossível, eu te conto. ;S

Nenhum comentário:

Postar um comentário