terça-feira, 15 de março de 2011

Erros constroem pessoas .

O meu erro é ser bondosa demais e esperar a mesma coisa das pessoas. É achar que o mundo é justo e honesto. É amar demais, o que pode até não ser um erro, mas que sempre acaba me machucando. É ter coração frágil. É  me iludir com palavras e gestos, sendo que os dois podem ser fakes. É acreditar em coisas que eu jamais serei capaz de fazer. É ser masoquista e ir atrás de uma coisa que eu sei que só me fará mal, mas que por uma irracionalidade de momento define coisas eternas. É apoiar o que eu não deveria. É ficar parada no tempo, lembrando só o que me convém. É ser sensível demais e não conseguir esconder isso. É ser óbvia demais. É mentir mesmo com o nó na garganta. É prometer sabendo que não serei capaz de cumprir. É esconder o que eu sinto por puro medo e deixar de viver.
 É escrever tudo o que eu penso e sinto para milhões de pessoas verem, como se eu estivesse expondo meu coração e cérebro num museu e adorando as visitações. O que não é totalmente verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário