quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sonhos, por enquanto.

 Um dia meus sonhos terão outro gosto, outra forma. Quem sabe um dia meus sonhos serão maiores pois já realizei tudo o que eu queria realizar...
 Será que um dia eu terei orgulho de olhar para trás e ver que valeu a pena tudo o que eu fiz? Será que um dia eu terei o suspiro do alívio, da vitória, da paz?
 Será que daqui algum tempo meus sonhos serão os mesmos? Porque as coisas vão perdendo a importância conforme os dias passam, as nossas prioridades se tornam outras.
 Nunca pensei à respeito sobre o preço dos meus sonhos, nem a intensidade deles, muito menos se eu serei capaz de realiza-los. Na verdade, eu fico indecisa no meio de tantos sonhos. Às vezes eu não sei nem em qual sonho eu estou, se é uma mistura de todos eles, ou se eu realmente sonho com alguma coisa. São sonhos simples, pequenos ou complexos que formam praticamente uma Aurora Boreal na minha mente.
 Sei que não poderei realizar todos, ou pelo menos realizarei um de cada vez. Espero que nem o dia mais nublado e chuvoso acabe com o brilho dentro de mim e que, nem que eu passe dias debaixo das cobertas esperando o sol aparecer novamente, a esperança e a fé em mim mesma não desapareça, assim como os que descobrimos que não são tão confiáveis nessa hora.
 Que a capacidade de sonhar alto e ainda mais de lutar pelos meus sonhos nunca me deixe. É isso o que eu desejo a mim mesma.
 Porque ninguém é perfeito, mas todos sabem alguma coisa perfeitamente. Não importa o quão insignificante isso seja.
 Todos são especiais e únicos, só temos que encontrar os fogos de artifício dentro de nós e deixa-los brilhar da forma mais única e livre possível. Só temos que acreditar e aproveitar as chances que a vida nos dá deixando esse medo de viver de lado.
 Isso é tudo o que eu desejo para mim, e para você também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário