domingo, 22 de maio de 2016

21/03

   Eu estou com medo, confesso. Tem horas na vida que a gente precisa deixar a máscara cair e ficar em posição fetal para tudo ficar bem. Pois então, estaria assim se não tivesse comido um beirute inteiro sozinha e não estivesse tão cheia. Assim, me tornei ansiedade e destroços de beirute, não consigo dormir mas pelo menos meu estômago conversa comigo.
   Estou incomodada com o calor e mal consigo pensar que isso é o frio da minha nova casa, abraçada com o silêncio sem querer que ele vá embora... Sempre dormi em qualquer lugar e estou pensando seriamente em morar na minha cama. Aiaiai hahahah
   Estão me desejando boa sorte e boas energias - agradeço - mas preciso de muito mais do que isso,  preciso de mim o tempo todo e espero que eu tenha paciência com meu jeito peculiar de lidar com as coisas, aliás, espero que eu não me surpreenda comigo mesma... Ou sim. De modo animado e um tanto inseguro eu caminho em direção do incerto. Espero que isso seja o certo para mim.