domingo, 21 de maio de 2017

Segunda a noite

Eu vejo o universo inteiro. Com estrelas, constelações, planetas e o ar parado. Eu me sinto segura pois estou inteira e posso observar tudo isso. Está silêncio. As coisas flutuam. Meu corpo era uma coisa dessas a pouco tempo pois estava em pedaços e sozinhos, eles não significam nada. 
Deixei de ser eu e de sentir o que acontecia com meu próprio corpo pois ele já não era meu e sim uma parte perdida no universo. Essa coisa bonita que vejo pela janela me destruiu mas eu quero voltar para lá e sentir o relaxamento mesmo sabendo que vou me desfazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário